quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Normatização dos Laboratórios em Angola

Angola tem uma superfície de 1.246.700 de km2. Entre Luanda e os municípios mais distantes o funcionamento dos laboratórios clínicos é muito diferente.

Para facilitar a manutenção dos equipamentos é necessário capacitar e treinar técnicos de laboratório, e criar padrões e regulamentos para a aquisição e manutenção dos equipamentos laboratoriais.

Histórico
No passado, Angola estava fragilizada pela guerra e a entrada de equipamentos laboratoriais no país foi anárquica. Não havendo critérios nacionais de aquisição de equipamentos, esta se dava de acordo com a vontade e preferência dos doadores. O Ministério da Saúde não tinha capacidade técnica de orientar criteriosamente as compras e portanto era importante e imperativo que se desenvolvessem regras normas e regulamentos para a aquisição de equipamentos laboratoriais para o país. Ênfase foi dada aos serviços de saúde que ofereciam tratamento antiretroviral. Em 2005, apenas três províncias estavam capacitadas a oferecer este tipo de tratamento.

O escrutínio destas províncias permitiu ao Instituto Nacional de Saúde Publica do Ministério da Saúde, com o suporte técnico da Organização Mundial da Saúde (OMS) editar um vídeo/relatório, que serviu como base para a criação dos regulamentos e normas para a aquisição de equipamentos laboratoriais em Angola.

Este vídeo é a demonstração deste trabalho. As imagens, legendas e comentários permitem, em apenas dez minutos avaliar:
1) o estado da infra-estrutura, inclusive o suporte de agua e energia;
2) a disponibilidade de recursos humanos;
3) o nível da biosegurança;
4) o desempenho de cada equipamento;
5) os problemas de funcionamento enfrentados no dia-a-dia
O vídeo torna-se uma ferramenta de informação rápida para peritos e consultores avaliarem os laboratórios do país.

Video enviado pelo Dr: Dr. Nando Campanella (Angola HIV/AIDS Country Officer)

video

Nenhum comentário: