quarta-feira, maio 26, 2010

25 de maio: Dia Mundial da Libertação da África

Neste dia, comemora-se a luta africana por sua Independência

O primeiro país da África subsariana a conquistar a independência foi o Gana no dia 6 de março de 1957, embora só tenha adquirido autonomia total em 1960. O nome 'Gana' significa "REI GUERREIRO".

A independência dos países de língua portuguesa deu-se mais tarde na década de 70 quando Portugal enfrentou a Revolução dos Cravos, em 25 de abril de 1974.

Com o novo movimento político do país, tornou-se evidente a necessidade de aceitação das reivindicações de independência das suas colônias em território africano.

Portugal passou a negociar com cada um dos países uma fase de transição entre o período colonial e a independência total.

Angola - A luta pela sua independência (1961 - 1974) começou por um levante contra a colheita forçada de algodão, evoluindo para a criação de várias facções de luta pelo controle do País. Um combate que só terminou em 1974 com a assinatura de um acordo entre as três principais forças revolucionárias: UNITA, MPLA e FNLA. Data da Independência - 11 de novembro de 1975.

Cabo Verde - O Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) foi o movimento que organizou a luta pela independência de Cabo Verde e Guiné-Bissau. Este partido foi criado em 19 de setembro de 1959 por Amilcar Cabral, entre outros. Em janeiro de 1960, o PAIGC participou da Segunda Conferência dos povos africanos, em Tunis. Mais tarde, no mesmo ano, é denunciado, pela primeira vez, em Londres, o colonialismo portugues. No entanto, o PAIGC sublinhava que a sua luta não era contra o povo português mas sim contra o sistema colonial. Data da Independência - 5 de julho de 1975.

Guiné-Bissau - A guerra de independência na Guiné-Bissau começou em Janeiro de 1963 com as guerrilhas da região do Tite. Os portugueses depararam-se com forças bem organizadas e militarmente eficientes. A Guiné-Bissau foi a primeira colónia portuguesa na África a ter sua independência reconhecida, em 10 de setembro de 1974.

Moçambique - A guerra de independência de Moçambique ou luta armada de libertação nacional começou em 25 de setembro de 1964 na atual província de Cabo Delgado. Esta luta, organizada pela Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) foi reconhecida pela Organização da Unidade Africana como um legítimo movimento de libertação que durou cerca de 10 anos. Durante esse período, foram criadas zonas livres onde a administração colonial já não tinha controle e onde a FRELIMO pôde instituir um sistema de governo com abastecimento em alimentos e meios de comunicação, e com base no exterior. Data da independência de Moçambique - 25 de junho de 1975.

São Tomé e Príncipe - Em 1960, um grupo nacionalista começa opôr-se ao dominio colonialista português. Em 1972 este mesmo grupo passou a ser conhecido por Movimento de Libertação de São Tomé e Principe (MLSTP) e o seu líder, Manuel Pinto da Costa, tornou-se no primeiro Presidente de São Tomé e Principe enquanto país independente. Dia da Independência: 12 de julho de 1975.




Um comentário:

Raphaela Nazaré disse...

Gente aproveitando a matéria gostaria apenas de expressar minha satisfação em saber que o Globo Repórter desta semana é sobre São Tomé e Príncipe, que passará em rede Nacional aqui no Brasil, possibilitando aos brasileiros conhecer um pouco melhor este país que apesar de todas as suas dificuldades é tão lindo e apaixonante. Para mais informações: http://principesaotome.blogspot.com/