Wednesday, May 29, 2013

Destaques da reunião da Rede ePORTUGUÊSe durante a Assembleia Mundial da Saude de 2013

No dia 20 de maio as 9h30 da manhã foi a abertura da 66ª Assembleia Mundial da Saude no Palais des Nations em Genebra.

Como todos os anos, delegações dos 194 Estados Membros reunem-se para discutir os principais assuntos da saúde global.

Este ano, o ponto principal é a Cobertura Universal em Saúde....


E também como todos os anos, a rede ePORTUGUÊSe organizou uma reunião com as delegações dos países de língua portuguesa, este ano, em colaboração com a Missão Permanente de Moçambique junto às Nações Unidas.
Com a sala cheia, a Dra Regina Ungerer, coordenadora da rede ePORTUGUESe apresentou a avaliação do programa e discutiu os próximos passos que devem ser feitos para a apropriação do programa pelos países.
Destaques:

Dr. José Van Duném, Ministro da Saúde de Angola, reconheceu que o país não tem aproveitado todas as oportunidades proporcionadas pela rede e PORTUGUÊSe e comprometeu-se a fazê-lo no futuro, dando prioridade aos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio para oferecer saúde com qualidade.





 
A Dra. Cristina Fontes Lima , Ministra Adjunta da Saude de Cabo Verde, destacou a vantagem de se realizar uma reunião em português, já que durante a assembleia se comunica exclusivamente nas línguas oficiais das Nações Unidas. Dra Cristina reforçou a necessidade dos páíses se envolverem mais com a rede ePORTUGUESe para dar sustentabilidade ao programa.

Dr Paulo Macedo, Ministro da Saúde de Portugal, destacou a importância da promoção cultural e da partilha de informaçâo. "A área da saúde deve ser preservada em termos de equidade de acesso, sendo a cobertura universal indispensável para a qualidade de vida das populações e coesão social". Dr. Paulo reafirmou o compromisso de Portugal com a doação dos livros para a Biblioteca Azul por mais um ano (fins de 2014) e comprometeu-se a sediar a próxima reunião da rede ePORTUGUÊSe em 2014.



Dr Leonel Pontes, Ministro da Saúde e dos Assuntos Sociais de São Tomé e Príncipe ressaltou a importância da partilha de informação em saúde, considerando a rede ePORTUGUÊSe como uma plataforma adequada para a sua promoção. O programa é, desde 2010, uma realidade em São Tomé e Príncipe e uma referência para os profissionais e entre os instrumentos disponíveis para o reforço do sistema de saúde.



Dr Sérgio Lobo, Ministro da Saúde de Timor-Leste, afirmou que, desde a sua implementação, a rede ePORTUGUÊSe tem-se intensificado no país. Timor Leste vive uma situação difícil no que concerne a língua, pois apesar do português ser um dos dois idiomas oficiais, os profissionais de saúde ainda tem dificuldade em se comunicar neste idioma. No entanto, uma série de estratégias tem sido adotadas com vista a manter o português "vivo" na cultura timorense.




O Dr. Jarbas Barbosa esteve representando o Ministro da Saúde do Brasil e destacou a avaliação da rede ePORTUGUÊSe como uma prova da vitalidade do programa. A rede ePORTUGUÊSe é uma plataforma facilitadora da cooperação entre países.  O Brasil compromete-se a fornecer mais recursos em português para as Bibliotecas Azuis assim como, a partilhar os seus recursos na área da telemedicina.





O Dr Mouzinho Saíde, Diretor Nacional de Saúde de Moçambique, definiu a rede ePORTUGUÊSe como uma plataforma de instrução e solidariedade, devendo-se a sua expansão em Moçambique à formaçâo de recursos humanos e a um grande envolvimento da OMS local e de muitas outras instituições e universidades do país.





Esta reunião foi um reconhecimento do trabalho da rede ePORTUGUÊSe nestes 8 anos de existência e serviu como estímulo para traçar os próximos passos.
Aos poucos, pode-se ver o crescimento da rede e da utilização de todas as suas ferramentas para melhorar a capacitação dos profissionais de saúde dos países de língua portuguesa.

Creio que todos estão de parabéns!!!








No comments: