Monday, November 04, 2013

Mais pessoas no mundo têm acesso a telefones celulares do que a instalações sanitárias

Fonte da imagem
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 2,5 bilhões de pessoas no mundo não têm acesso a qualquer tipo de instalação sanitária.

São margilalizados e excluídos da sociedade, privados de um dos direitos humanos mais básicos. 

Desse número, mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso a água potável.

Mesmo nos grupo dos BRIC (Brasil, Rússia, India e China) em que as economias estão em franco e rápido crescimento,  há 626 milhões de pessoas na Índia, 14 milhões na China, e 7,2 milhões no Brasil que não utilizam fossas ou quaisquer instalações sanitárias, usando somente a natureza para suas funções mais básicas.

Fonte da imagem
O acesso à água potável e ao saneamento básico são dois fatores ambientais chaves para garantir a saúde e uma vida livre de doenças transmitidas pela água contaminada tais como o cólera, diarreia, leptospirose e hepatite. 

Sem acesso a sanitários, a população acaba facilmente contaminando mananciais ao fazer suas necessidades ao ar livre.


As Nações Unidas (ONU) estimam que, a cada dia, 7,5 mil pessoas, entre elas 5 mil crianças com menos de 5 anos, morrem em consequência da falta de acesso a sanitários.

Até 2015, a ONU tem objetivo de reduzir pela metade o número de pessoas que não tem acesso a instalações sanitárias básicas, além de acabar com a prática de defecação ao ar livre até 2025. 


Para isso, não só é necessário investir em projetos de saneamento básico, mas é também preciso educar a população para que todos compreendam como ações simples podem diminuir, e em muito, a transmissão de doenças.

O acesso universal a saneamento básico é considerado um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que foram estabelecidos pela ONU na Declaração do Milênio, em 2000. A Declaração é uma série de compromissos que são fundamentais para o desenvolvimento econômico e social, principalmente em países em desenvolvimento.  

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
Nós podemos! 
1. Erradicar a extrema pobreza e a fome
2. Atingir o ensino básico universal
3. Promover a igualdade de gênero e a autonomia das mulheres
4. Reduzir a mortalidade infantil
5. Melhorar a saúde materna
6. Combater o HIV/AIDS/SIDA, a malária e outras doenças
7. Garantir a sustentabilidade ambiental
8. Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento


Para mais detalhes sobre os Objetivos do Milênio, acesse:
http://eportuguese.blogspot.ch/2009/11/objetivos-do-desenvolvimento-do-milenio.html

Pequenas ações fazem toda a diferença! Reúna-se com a sua família e seus amigos, mobilize a sua comunidade, e ajude o seu país a atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio! Algumas sugestões de ações:
Contribua com a limpeza da cidade, praticando ações simples, como não acumular lixo em casa, nas ruas, nos terrenos, nas praias, nos rios e nos mares. Não jogar lixo pela janela.

Participe de ações de preservação e defesa de mangues, rios e mares.

Apoie projetos sociais para construção de cisternas e casas com esgotamento sanitário para famílias de baixa renda, em áreas urbanas ou rurais.

BIBLIOGRAFIA









No comments: