Wednesday, January 15, 2014

A Arte em Guiné-Bissau

De volta à série 'A Arte nos Países de Língua Portuguesa', hoje apresentaremos a arte guineense.
                                                    
Crianças dançando em Guiné-Bissau
Guiné-Bissau possui uma herança cultural extremamente rica e diversificada. A cultura varia de etnia para etnia, exprimindo-se na diferença linguística, na dança, na expressão artística, na profissão, na tradição musical e até nas manifestações culturais. A dança é, contudo, uma verdadeira expressão artística dos diferentes grupos étnicos.

Na cultura guineense não podem ser desconsideradas as manifestações de dois dos grupos étnicos com maior expressão, os Fula e os Balanta. Enquanto que os Fula se regem por um sistema econômico e feudalista com uma organização hierárquica, os Balanta organizam-se em comunidades, não havendo diferenciação de classes e possuem propriedades comunitárias. Ambos grupos étnicos caracterizam-se pelas suas belas e coloridas coreografias. No dia a dia, estas fantásticas manifestações culturais podem ser observadas na altura das colheitas, dos casamentos, dos funerais e das cerimónias de iniciação.

Manifestação cultural do povo guineense
O Carnaval guineense também é completamente original, com características próprias. Ele tem evoluído bastante e hoje constitui uma das maiores manifestações culturais do País.

O estilo musical mais importante do país é o gumbé. O estilo “Gumbé” é, na verdade, uma mistura de diversos gêneros musicais — incluindo estilos folclóricos e músicas contemporâneas. Clique aqui para ouvir o ritmo quente de Gumbé.

Na pintura, os nomes dignos de registro dividem-se em dois grupos: os mais antigos e os mais jovens. Entre o primeiro grupo destacam-se Trigo e Carvalho e entre o segundo, Manuela Jardim, Odete Viana, Carlos Barros, Diamantino e Lacerda.

Nota de 1000 Pesos ilustrada por A. Trigo 
A arte da gastronomia não fica de fora nesta cultura tão fascinante. Do seu relacionamento com outros povos, os guineenses receberam influências gastronômicas que foram assimiladas de tal forma que hoje em dia são parte integral de suas mesas. A cozinha guineense é, inclusive, considerada uma das mais ricas de toda a África. Alguns exemplos dos pratos típicos mais apreciados pela comunidade local são: Cafriéla - frango grelhado com molho de limão, manteiga e pimenta; Chabéu - óleo de palma com galinha; Caldo de mancarra - com base no amendoim "mancarra"; Sigá - óleo de palma, carne de vaca e quiabo: entre muitos outros.

Caldo de Chabéu
A cultura do país reflete-se também na arte bijagó, arte mandinga, arte nalú, cestaria, olaria, tecelagem e outros.


Bibliografia:

No comments: