Monday, January 13, 2014

Viajar pelos Países de Língua Portuguesa: Portugal

PORTUGAL

Desde 1986, Portugal faz parte da União Europeia. Em 1999, o país adotou oficialmente o Euro, e a partir de 2002 a população passou a utilizar, de fato, a nova moeda. 

Portugal e a União Europeia
Uma rápida pesquisa sobre Portugal revela algumas das principais características e riquezas do país: suas bela costa e praias, bem como a vocação para a exploração marítima, sua arquitetura histórica, praças e tradições históricas, que fazem de Portugal um dos países mais fascinantes do mundo. 


Portugal é considerado com um dos Estados mais antigos do mundo. Pode-se dizer que uma união política que corresponde aproximadamente ao atual território do país remonta ao século 12. 


Lisboa 
Mas o auge de Portugal ocorreu entre os séculos XV e XVI, durante as Grandes Navegações. Portugal era um dos países mais poderosos do mundo, e graças ao domínio muito avançado das técnicas de navegação, os navegadores portugueses expandiram o Império Português por todo o mundo, desde as Américas, até a África e a Ásia.  



PORTUGAL: indicadores 
População: 10.7 milhões de habitantes 
Território: 91.900 km2 (960 km norte a sul e 220 km oeste a leste)ritório: 
›População Urbana: 61%
›Renda per capita: $24.440 (dólares, por ano)
›Gasto per capita em saúde: $2.624 (dólares, por ano)

›Expectativa de vida ao nascer: 77 anos / 83 anos (homens/mulheres)
›24 % da população acima de 60 anos
›Idade Média: 41 anos 
›Crescimento Populacional (2001-2011): 0.3%

Saúde em Portugal: História

Em 1976, houve a aprovação de uma nova Constituição em Portugal. O documento enfatizava que a saúde é um dever do Estado. Três anos depois, em 1979, houve a criação do Sistema Nacional de Saúde, que deveria oferecer cobertura de saúde universal, geral e gratuita para a população portuguesa. Finalmente, em 1983 o atual Ministério da Saúde de Portugal foi fundado, como um órgão com autonomia administrativa e financeira. 

Hospital Santa Maria, em Lisboa 

Em 1989, houve uma importante revisão da Constituição, com a alteração dos artigos sobre o dever do Estado Português em questões relacionadas à saúde da população. O novo artigo expressava que o Sistema Nacional de Saúde ofereceria cobertura "universal e geral, e, tendo em conta as condições econômicas e sociais dos cidadãos, tendencialmente gratuito".  

Assim, em Portugal, ainda que 100% da população tenha o direito de beneficiar do sistema público de saúde, muitas vezes é necessário pagar uma pequena taxa para procedimentos médicos. Tais taxas variam, e dependem da renda do cidadão.  Ademais, cerce de 20 a 25% da população tem planos de saúde secundários privados, com o intuito de complementar a cobertura do sistema público. 

Hospital São João, em Porto
O Sistema Nacional de Saúde (SNS) é financiado pelos impostos públicos, e representam um investimento muito alto. O governe investe cerca de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na Saúde. 

A infra-estrutura do sistema público de saúde de Portugal compreende 189 hospitais espalhados por todo o país, que oferecem 35.762 leitos. Desses 189 hospitais, 77 pertencem ao Sistema Nacional de Saúde. 

Principais causas de morte em Portugal

As principais causas de morte são típicas de um país desenvolvido, como doenças não-transmissíveis: doenças do sistema circulatório, cérebro-vasculares e neoplasia (cancêr/cancro). Observe as principais causas de morte desde 1990 em Portugal (porcentagem): 


Fonte: INE 2009. Óbitos por causa de morte. Lisboa, Instituto Nacional de Estatística


Mortalidade Materna e Infantil
1970-2009

As taxas de mortalidade Materna e Infantil tiveram uma enorme queda desde os anos 1970 e 1980 em Portugal. Observe a incrível melhores desses índices em Portugal: 


Fonte: INE 2009. Estatísticas Demográficas e Óbitos por causa de morte. Lisboa, Instituto Nacional de Estatística


Recursos Humanos em Saúde em Portugal 

Portugal apresenta um louvável avanço na expansão de profissionais de saúde no país, com o aumento do número de estudantes de enfermagem e medicina. 


Fontes 

World Health Statistics 2013

Sítio oficial do Ministério da Saúde de Portugal 
Health Systems in Transition: Portugal: Health System in Review. Vol 13 No. 4 – 2011. European Observatory on Health Systems and Policies. Escritório Reginal da OMS na Europa.
INE, dados de 2008. Inquérito aos hospitais e centros de saúde. Lisboa, Insituto Nacional de Estatística.

No comments: