Wednesday, March 26, 2014

Instrumentos Musicais - Cabo Verde

Dando continuidade à série sobre os instrumentos musicais nos países de língua portuguesa, hoje vamos falar sobre dois tradicionais instrumentos musicais de Cabo Verde.

Cimboa ou cimbó
Começamos com a cimboa ou cimbó, um dos primeiros instrumentos de corda a chegar em Cabo Verde. A cimboa era tradicionamlmente ouvida em rodas de batuque em celebrações de casamento e batizados. 

Monocórdico e tocado como um violino, o instrumento musical faz parte da família dos alaúdes que são nada mais que caixas de ressonância com um formato arredondado, semelhante a uma gota.

A caixa da cimboa é feita a partir da cabaça, ou do coco, com um tampo harmônico de pele de cabrito esticada, fixada através de varetas de pescar. A partir da caixa sai um braço feito com pinha, uma madeira flexível. Na extremidade desse braço encontra-se uma outra peça de madeira, a cravelha de mogno, utilizada para afinar a única corda do instrumento.

O som é obtido através da fricção do arco sobre a corda, que é feita de crina de cavalo. Já o arco é feito de uma peça de madeira encurvada e também de uma corda de crina de cavalo, untada de breu.

Embora a cimboa seja um importante elemento cultural de Cabo Verde, seu uso quase desapareceu nos últimos tempos, ficando apenas como peça decorativa. 

A razão do seu desuso não é clara, mas acredita-se que isto possa estar relacionado com a falta de cavalos no país, que é fonte de uma de suas principais matérias-primas, a crina de cavalo. 

Há também hipóteses de que o instrumento musical perdeu sua popularidade por conta de sua associação com a classe mais pobre da sociedade. Não sendo bem recebida nos salões das classes mais altas, a cimboa teria sido substituída pelos instrumentos de corda europeus.

Atêlie de construção da cimboa
Foi, então, o projeto de "Preservação da Memória da Cimboa", apoiado pela UNESCO (2008), que ajudou significativamente a resgatar o uso deste precioso patrimônio imaterial de Cabo Verde.

O projeto permitiu que cerca de 150 jovens aprendessem a construir e tocar a cimboa, além de divulgá-la e promovê-la em escolas e eventos culturais.  

Hoje, artistas de renome no cenário nacional têm incorporado a cimboa em diferentes gêneros  musicais, incluindo o jazz, blues e a música clássica. Para desfrutar do som da cimboa, clique aqui.

Ficheiro:Racordai 4.jpg
Soalheira
Um outro instrumento musical tradicional em Cabo Verde é a soalheira

Como o próprio nome diz, o som deste instrumento vem do agitamento das soalhas – tampas metálicas de garrafas – e possui um efeito alegre e dançante. 

O instrumento é geralmente feito de materiais reciclados e é de construção bastante simples. 

Consiste em numa prancha de madeira com uma parte mais estreita e outra mais larga. Na parte larga existem pregos que servem de suporte para as tampas metálicas.

Por ser um instrumento fácil de se construir, muitas crianças gostam de fabricá-lo sendo, portanto, bem popular entre elas. É comum, por exemplo, encontrar crianças tocando a soalheira de porta em porta, no dia de São Silvestre (31 de dezembro), desejando as boas festas pelo ano-novo.




Bibliografia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Soalha

No comments: