Friday, March 28, 2014

Instrumentos Musicais - Guiné-Bissau

A calabaça ou simplesmente "Kabaz" em criolo  foi um dos primeiros instrumentos musicais da Guiné-Bissau.


Kabaz
Este instrumento é usado de forma muito rápida produzindo sons que dispoletam danças ritmadas e complexas quer sejam elas modernas ou tradicionais.

O "kabaz" contribui para a música da Guiné-Bissau nomeadamente para o estilo "Gumbé" que constitui a primeira a exportação musical do país.

Gumbé

O estilo "Gumbé" tem juntado mais de uma dezena de géneros musicais - conhecidas como músicas folclóricas ou tradicionais.

Alguns exemplos destes estilos são: Tina, Tinga, Brocxa, Kussundé (da etnia Balanta), Djambadon (Mandinga) e Kunderé (Bijagós).

Embora alguns destes estilos sejam especificos de algumas cerimonias como sendo as cerimonias funebres e alguns rituais, aos poucos estão sendo introduzidos na música contemporânea de Gumbé.



Kóra é constituído por uma cabaça com adaptação de uma viola, estando a parte aberta, forrada com couro de cabra, atravessada de lado a lado por um pau redondo que forma o braço principal do instrumento. Este liga-se às cordas feitas de tendões de boi, ou couro de gazela convenientemente preparados. As cordas estão dispostas verticalmen¬te em número de vinte e uma (o seu número pode variar entre 19 e 24 cordas).
Korá

Actualmente a corda de Kóra é feita de fio de nylon e de um tipo especial de cabaça com melhores qualidades de som. O tocador do Kóra em mandinga chama-se Kóra-Djaló(Djidiu de Kóra).

É usado ou tocado actualmente na Guiné-Bissau e em quase toda a África Ocidental nas cerimónias religiosas, e festas de casamento, baptismo, etc. Antigamente servia para celebrar as vitórias alcançadas nas guerras, encorajar os Mansas (Reis e Imperadores mandingas) nos combates.


Bibliografia:




No comments: