Wednesday, April 23, 2014

Instrumentos musicais - Timor Leste

Os instrumentos musicais usados em Timor dividem-se em três grupos, percussão, sopro e cordas, todos eles de construção artesanal, construídos em metal, madeira, bambu, chifre, entre outros materiais.

Revelam por vezes certas originalidades, caso dos gongues feitos a partir dos tampões das rodas das inúmeras viaturas abandonadas pelos japoneses após a segunda guerra mundial, caso também do lakadouk instrumento de cordas feito integralmente em bambu, inclusive as cordas.

O kakolo, instrumento de percussão em bambu, era usado em Timor não para a música, mas para espantar os pássaros das searas ou para enviar sinais codificados, introduzido na música pelo maestro timorense Simão Barreto, passou a fazer parte do universo musical timorense.

Babadok
O babadok, típico em Timor Leste, é um pequeno tambor, tocado pelas mulheres durante a dança tebedai em honra dos seus ancestrais.
É constituído por um corpo cónico de madeira, com cerca de 30 a 50 centímetros de comprimento e de cerca de 15 centímetros de diâmetro, percutido alternadamente com ambas as mãos. Este instrumento musical está presente na musica típica de Timor Leste que também é conhecida por "Música dos Gorilas Pretos". Nesta música conseguem perceber-se influências de outros géneros musicais inclusivamente da música ocidental fruto da colonização Portuguesa.

O dadir (também dadil, gong ou gon) é um círculo de metal de aproximadamente 25 centímetros de diâmetro, que é percutido com uma baqueta de madeira, de altura indefinida e sem possibilidade de afinação. À semelhança do babadok, é também um instrumento tocado pelos elementos femininos.

Karkeit é um instrumento usado para animar as pessoas durante a noite, sob a luz da lua. Este instrumento é utilizado quando o agricultor termina o seu trabalho, e também como um meio de atrair as mulheres. Para fazer o som, o karkeit é segurado entre os lábios e em uma de suas extremidades um fio é amarrado para ser jogado com as mãos. A língua é utilizada para ajustar as chaves e a respiração acompanha. Este instrumento é feito de ferro e bambu. Ouça o som do karkeit!

Variadas flautas, instrumentos de sopro em chifre de búfalo e conchas de búzios e guizos completam a gama de instrumentos musicais tradicionais.
Crianças e seus babadok
A música e a dança caminham de mãos dadas em Timor Leste, são um marco da cultura timorense. Fazem parte do seu repertório quatro géneros: tebe, tebedai, dansa e causaun.

Os timorenses fazem questão de passar todas estas musicas às gerações seguintes para que as tradições não se percam no tempo.

Dançarinas timorenses
A tebedai é comum a toda a ilha de Timor. Trata-se de um género exclusivamente ritmado onde as mulheres tocam dois instrumentos musicais primordiais:os babadok (um pequeno tambor) e os dadir (disco metálico).
Por vezes o tabedai feminino é acompanhado pelo bidu masculino, realizado por um ou mais homens, que se movem livremente à frente, ao lado ou atrás das mulheres erguendo as espadas, as surik, e emitindo gritos que fazem lembrar os guerreiros.



Bibliografia:

No comments: