Monday, May 12, 2014

Dia do Enfermeiro - 12 de Maio

Dia 12 de maio comemora-se mundialmente o Dia do Enfermeiro, em referência a Florence Nightingale, um marco da enfermagem moderna no mundo e que nasceu em 12 de maio de 1820, em Florença na Itália tendo por isso recebido o nome da cidade onde nasceu.

Fonte de imagem
Moça de temperamento irrequieto, Florence desde cedo questionava a falta de oportunidades para as mulheres de seu circulo social e começou a frequentar os bairros mais pobres e logo se interessou em cuidar dos que estavam doentes. Aos 24 anos de idade começou a visitar hospitais em Londres a procura de trabalho, mas naquela época, os doentes eram cuidados por voluntárias ou irmãs de caridade. A profissão de enfermeira não existia e as mulheres que realizavam esta tarefa eram consideradas um pouco mais do que prostitutas e não possuíam nenhuma qualificação.

Durante onze anos, Florence visitou diversos hospitais e conversou com diversas ordens religiosas em várias partes da Europa sobre o cuidado dispensado aos doentes. Em 1850 esteve pela primeira vez no Instituto Luterano em Keiserswerth na Alemanha que havia sido fundado para cuidar dos "destituídos" e tinha se tornado uma escola para o treinamento de mulheres professoras e enfermeiras. Esta visita a convenceu da possibilidade de transformar a enfermagem numa profissão para mulheres.
Em 1953, aos 33 anos de idade, Florence aceitou seu primeiro posto administrativo como superintendente do Hospital para mulheres inválidas em Londres.
Em 1860, Florence Nightingale fundou uma Escola de Treinamento para enfermeiras no Hospital St. Thomas, mas sua saúde a impediu de aceitar o posto de superintendente embora ela acompanhasse de perto e com grande interesse, os progressos desta nova instituição.

Florence Nightingale
Ela fundou em 1868 a Sociedade de Enfermeiras de "East London", a Associação de Enfermeiras e a Sociedade Nacional de Enfermeiras em 1874 e o Instituto de Enfermeiras do Jubileu da Rainha em 1890.
Seu trabalho inspirou outros paises a melhorarem as condições dos hospitais de campanha e sua ajuda foi importante para os soldados na guerra civil americana e na guerra fronco-prussiana . Ela recebeu diversos premios e reconhecimentos por seu trabalho tanto no Reino Unido como em outros paises.
Seu livro "Notas de Enfermagem" foi publicado inúmeras vezes durante sua vida.

Desde os tempos do Velho Testamento, a profissão de enfermeiro já era reconhecida por aqueles que cuidavam e protegiam pessoas doentes, em especial idosos e deficientes. Nessa época e durante muitos séculos, a enfermagem estava associada ao trabalho feminino, caracterizado pela prática de cuidar de grupos nômades primitivos.
Em meados do século XVI, com a evolução do trabalho associada ao reconhecimento da prática, a Enfermagem começou a ser vista como uma atividade profissional institucionalizada e, no século XIX, vista como Enfermagem moderna na Inglaterra. A partir daí, foram catalogadas definições e padrões para a profissão e a ANA (American Nurses Association) define a Enfermagem como “uma ciência e uma arte, com objetivo de cuidar dos problemas reais de saúde, através de ações interdependentes com suporte técnico-científico, bem como educar para a saúde, prevendo doenças e com cuidados individuais e únicos a cada paciente”.

Fonte de imagem
Para saber mais sobre Florence Nightingale, consulte o nosso post aqui.

Bibliografia:
http://www.uniaosaude.com.br/site/noticias-single/66-dia-12-de-maio-dia-do-enfermeiro.html

No comments: