Friday, May 16, 2014

Património Mundial Natural - Brasil

Parque Nacional do Iguaçu (1986)
O parque partilha com o Parque Nacional do Iguazú em Argentina uma das maiores e mais impressionantes cascatas do mundo, extendendo-se por mais de 2700 metros. Alberga muitas espécies de flora e fauna rara e em vias de extinção, entre os quais se destacam a lontra gigante e a tamanduá gigante. As nuvens de gotículas produzidas pelas cascatas são favoráveis ao crescimento da vegetação exuberante.

Cascatas do Iguazu
Reservas do Sudeste da Floresta Atlântica (1999)
As reservas do Sudeste da Floresta Atlântica contêm um dos melhores e mais extensos exemplos da floresta Atlântica no Brasil. As 25 áreas protegidas que constituem o local somam 470 mil hectares no total e apresentam a riqueza biológica e história evolucionária da remanescente floresta Atlântica. Das montanhas cobertas por floresta densa, até aos pantanais, ilhas costais com montes e dunas isoladas, a região abrange um ambiente natural rico e de grande beleza.

Floresta Atlântica
Reservas da Floresta do Atlântico da Costa do Descobrimento (1999)
Reservas da Floresta do Atlântico da Costa do Descobrimento, em Bahia e Espírito Santo, consiste em 8 áreas protegidas separadas contendo 112 mil hectares de floresta Atlântica e restingas. As florestas tropicais da costa Atlântica no Brasil são uma das mais ricas em termos de biodiversidade. A região contém uma variedade distinta de espécies em elevado grau de endemismo e revela padrões de evolução de grande interesse científico e importância para a conservação.

Costa do Descobrimento
Complexo de Conservação Central da Amazónia (2000)
Complexo de Conservação Central da Amazónia é a maior área protegida na Bacia Amazónica (mais de 6 milhões de hectares) e é uma das regiões mais ricas do planeta em termos de biodiversidade. Também abrange um exemplo de ecossistema Várzea, florestas Igapó, lagos e canais que forma um mosaico aquático em constante evolução que alberga o maior cardume de peixes elétricos no mundo. O local protege espécies ameaçadas, incluindo peixe gigante piracucu, o peixe-boi amazónico, o caimão negro e duas espécies de golfinhos de água doce.

Amazónia
Área de Conservação do Pantanal (2000)
O complexo de Conservação do Pantanal consiste num aglomerado de quatro áreas protegidas somando um total de 187 818 hectares. Localizado na parte sudoeste de Mato Grosso, representando 1,3% da região de Pantanal, um dos maiores ecossistemas de pântanos de água doce do mundo. Estão aqui localizadas as nascentes dos maiores rios desta região, os rios de Cuiabá e Paraguai, e apresentam uma abundância e diversidade de vegetação e vida animal espetacular.


Área de Conservação do Pantanal
Ilhas Atlânticas: Reservas de Fernando de Noronha e Atol das Rocas (2001)
Os picos da crista submarina do Sul do Atlântico formam o arquipélago Noronha e Atol das Rocas a largo da costa do Brasil. As águas arredor são muito ricas e extremamente importante na criação e alimentação de atum, tubarão, tartaruga e mamíferos marinhos. As ilhas albergam a maior concentração de aves marinhas tropicais no Oeste Atlântico. A Baía de Golfinhos tem uma população excecional de golfinhos residentes e em época de maré baixa, Atol das Rocas tem uma paisagem espetacular de lagos e charcos repletos de peixes.

Ilhas Atlânticas
Área protegidas do Cerrado: Parques Nacionais de Chapada dos Veadeiros e Emas (2001)
Os dois locais contém fauna e flora e habitats chave que caracterizam o Cerrado – um dos ecosistemas tropicais mais antigos e mais diversificados do mundo. Por milénios, estes locais serviram de refúgio para várias espécies durante períodos de alteração climática e serão vitais para a manutenção da biodiversidade da região do Cerrado durante futuras flutuações climáticas.
Área Protegida do Cerrado
Bibliografia:
http://whc.unesco.org/en/list/

No comments: