Thursday, July 24, 2014

Agora somos NOVE

Guiné Equatorial torna-se membro da CPLP



A entrada da Guiné  Equatorial na comunidade dos países de língua portuguesa  marca  a Xª Cimeira de Chefes de Estados e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Sobre o tema “ A CPLP e a Globalização” a confirmação da entrada de Guine Equatorial na comunidade lusófona foi antecedida de muito debate, movimentações e assinaturas de acordos.


Em 2007, a República da Guiné Equatorial deu um passo importante para ser um verdadeiro membro da CPLP quando adotou o português como idioma oficial, ao lado do francês e o espanhol, tornando-se um país observador associado.


Os domínios prioritários identificados pelas autoridades para a cooperação, no âmbito da CPLP, é a formação profissional em diversos níveis.  Segundo palavras do próprio Presidente da República de Guiné Equatorial a entrada do país na  CPLP tem por objetivo desfrutar de um auxilio para difundir o ensino da língua portuguesa no país, para formação profissional e acolhimento dos seus estudantes pelos países da comunidade lusófona. Em troca, país terá que abolir a pena de morte e promover o uso do português como língua oficial 


A comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP):

Em 1989, com a intenção de unir países de língua portuguesa que compartilhavam uma herança histórica e cultural foi criado o Instituto Internacional da Língua Portuguesa, porém, somente em julho de 1996, durante uma reunião de Chefes de Estado, decidiu-se criar a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A CPLP é hoje formada por oito países membros: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste e é composta de aproximadamente 240 milhões de pessoas distribuídas em quatro continentes. Com o caráter político e diplomático, a comunidade lusófona tem como objetivo de fortalecer a língua portuguesa e as alianças entre os oito países em prol do desenvolvimento nas áreas da educação, cultura, ciência, tecnologia, agricultura, comunicação, esportes, justiça e
a saúde

Com a Globalização, a CPLP abriu portas para que outros países pudessem participar como Observadores Associados Consultivos. Para ser um observador, o pais tem que usufruir dos mesmos princípios que regem a CPLP, especialmente em relação a democracia, direitos humanos e boa administração governamental, para isso, é preciso ser aceito pelos oitos estados membros da comunidade. 

Conhecendo mais sobre a Guiné Equatorial:

A Guiné Equatorial, oficialmente República da Guiné Equatorial, é um país da África Ocidental, dividido em vários territórios descontínuos no Golfo da Guiné, um continental e os outros insulares.

Designação Oficial: República da Guiné-Equatorial
Capital: Malabo (cerca de 100 mil habitantes)
Outras cidades importantes: Bata
Línguas oficiais: Espanhol , Francês e Portugues
Unidade monetária: Franco CFA.
Populacao total: 736.000 habitantes







Guiné Bissau e CPLP

http://www.cplp.org/id-258.aspx
http://expresso.sapo.pt/guine-equatorial-ja-e-membro-de-pleno-direito-da-cplp=f882648
http://asemana.publ.cv/spip.php?article101731&ak=1
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=3698649&seccao=CPLP

No comments: