Wednesday, June 12, 2013

Santo populares do mês de junho: Santo António

Fonte da imagem
Estando no mês de junho não podemos deixar de celebrar os Santos Populares do mês: Santo António (13 de junho), São João (24 de junho) e São Pedro (29 de junho).

Para os países de língua portuguesa e em especial no Brasil e em Portugal, a celebração destes santos tem um significado especial.

As ruas são decoradas com balões, arcos de papel e fitas coloridas.
Preparam-se comidas especiais que são servidas em festas com danças e músicas características.

No Brasil, a tradição de se comemorar estes santos veio com os primeiros portugueses que chegaram ao Brasil e embora sejam comemoradas em todas as cidades, são nas cidades do interior em que estas celebrações são mais vivas.

Considerando o mês, vamos falar da festas dos 3 santos em separado e vamos aprender sobre as suas origens....

 Começaremos por Santo Antônio, é claro...


Fonte da imagem
Mais conhecido como o Santo casamenteiro
(Leia sobre a lenda).

Em Portugal diz-se "Santo António, Santo Antoninho, Arranja-me lá um maridinho...".

Mas Santo Antônio é também o padroeiro de Portugal dos amputados, dos animais, dos estéreis, dos barqueiros, dos velhos, das grávidas, dos pescadores, agricultores, viajantes e marinheiros; dos cavalos e burros; dos pobres e dos oprimidos.

É invocado para achar objetos perdidos.


Mas você conhece as outras lendas relacionadas à Santo Antônio?

Pão dos Pobres              

1) Milagre

Conta a história que um dia Santo António ao ver tanta pobreza, decidiu distribuir aos pobres, todos os pães que existiam no seu convento.

Fonte da imagem
 

O frade padeiro quando viu que na hora da refeição não havia nenhum pão, ficou em apuros. Preocupado foi ter com Santo António para lhe contar o sucedido. Santo António disse-lhe que verificasse melhor, assim quando o frade meio incrédulo, regressou à cozinha e viu que os cestos estavam cheios de pães.

A partir desse dia espalhou-se pelo mundo o costume de colocar nas igrejas uma caixa para esmolas do "Pão dos pobres".

2) Milagre 

Fonte da imagem
Outra história refere que durante a construção da Basílica de Pádua que mais tarde tornou-se a Basílica de Santo Antonio de Pádua, uma criança caiu naágua e afogou-se.

Sua mãe em tal desespero pediu a Santo António para que salvasse o seu filho da morte e este milagrosamente voltou à vida.
Em gesto de gratidão a senhora passou a dar à padaria local a quantidade de trigo equivalente ao peso do seu filho.



3) Milagre


Fonte da imagem
Outro milagre atribuído a Santo Antônio, ocorreu em 12 de março de 1890 em Toulon na França.
Quando Louise Bouffier tentava abrir sua loja, a chave quebrou-se na fechadura. Naturalmente, recorreu a um serralheiro, que depois de muitas tentativas infrutíferas,  decidiu que  a única maneira de abrir a porta, seria arrombando-a. Louise Bouffier, que não queria ver sua porta arrombada, prometeu a Santo António que daria pães aos mais necessitados se sua porta pudesse ser aberta sem ter-se que arrombá-la. Nisso, por surpresa de todos e numa última tentativa o serralheiro conseguiu abri-la. 
Louise Bouffier atribuíu a Santo António a ajuda divina.
Reconhecida, Luísa Bouffier, colocou uma imagem do Santo António na sua loja e uma caixa onde angariava esmolas para, com elas, comprar pão para os pobres.



Fonte da imagem





Veja também:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_Ant%C3%B3nio_de_Lisboa           





No comments: