Wednesday, November 13, 2013

14 de novembro - Dia Mundial da Diabetes

347 milhões de pessoas no mundo têm diabetes



Em 2004 cerca de 3,4 milhões de pessoas morreram em consequência de terem níveis elevados de açúcar no sangue quando em jejum.

Construindo o ícone que representa a união pela diabetes


A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a diabetes será a sétima principal causa de morte em 2030.




A campanha para a Resolução das Nações Unidas sobre diabetes foi liderada pela Federação Internacional de Diabetes (IDF).


Ela é representada por um ícone simples, que pode ser facilmente adaptado e usado em todos os lugares. 

O ícone clama a união pela diabetes e simboliza o apoio à Resolução das Nações Unidas sobre Diabetes.



Campanha em Recife, Brasil

Caminhada em Aracaju, Brasil

Dada a importância deste   tema em todo mundo,  muitas atividades     estão ocorrendo!










A diabetes é uma doença crônica que resulta da produção insuficiente de insulina por parte do pâncreas ou quando o organismo não consegue usá-la de forma adequada.
Alimentação saudável
A insulina é um hormônio que regula o açúcar presente no sangue.

Quando a concentração de açúcar no sangue está acima dos valores normais (60 a 110 mg/dL), a pessoa incorre numa hiperglicemia

Quando o valor é inferior a 60 mg/dL, a pessoa está numa situação fisiológica de hipoglicemia.

A diabetes é uma doença que se apresenta de diferentes formas:
  • Diabetes Tipo 1
  • Diabetes Tipo 2
  • Diabetes Gestacional



A diabetes tipo 1 (anteriormente conhecida por insulino-dependente, juvenil ou de início de infância) decorre da produção insuficiente de insulina pelo pâncreas, o que requer a sua administração diária. As causas são ainda desconhecidas.

Administração de insulina
Sintomas:
  • excreção excessiva de urina (poliúria)
  • perda de peso
  • sede (polidipsia)
  • aumento do apetite
  • perturbações visuais
  • fadiga

A diabetes tipo 2 (não insulino-dependente ou de início na idade adulta) resulta da utilização ineficaz da insulina produzida pelo corpo.

Este tipo de diabetes é o mais comum na população, abrangendo 90% dos diabéticos, e prende-se com o excesso de peso e sedentarismo característicos da sociedade atual.


Os sintomas são similares aos da diabetes tipo 1, embora mais discretos em sua manifestação. Como resultado, a doença permanece incógnita vários anos e quando diagnosticada já apresenta várias complicações.


Fatores de risco para diabetes Tipo 2:

  • ter 45 anos de idade ou mais
  • excesso de peso
  • histórico familiar de diabetes tipo 2
  • sedentarismos (exercícios físicos menos de 3x/semana)
  • já ter dado à luz um bebê que pesava mais de 9 quilos
  • diabetes durante a gravidez (diabetes gestacional)
Gestação



A diabetes gestacional acontece quando a doença se apresenta pela primeira vez durante a gravidez.


Os sintomas são semelhantes aos já referidos. A doença precisa de um controle rigoroso, uma vez que pode trazer complicações para o desenvolvimento do feto.




Quais as consequências da diabetes?

Esta doença pode danificar o coração, vasos sanguíneos, olhos, rins e nervos.

Pé diabético
  • aumento do risco de doença cardíaca e AVC (acidente vascular cerebral) - 50% das pessoas com diabetes morrem doença cardiovascular.
  • danos nos nervos (neuropatia) - infeções e úlceras nos pés que podem levar à amputação dos membros inferiores.
  • retinopatia diabética (lesões cumulativas dos pequenos vasos sanguíneos) - causa significativa de cegueira
  • Insuficiência renal
  • Morte - o risco de morte entre as pessoas com diabetes é duas vezes maior que o das pessoas não diabéticas.

Diagnóstico e tratamento:
Teste da glicose
O diagnóstico pode ser feito através de um teste de sangue simples.
A monitorização pode ser feita pelo paciente em sua própria casa, utilizando um aparelho adequado para o efeito.
O tratamento da diabetes envolve a redução de glicose no sangue, administração de insulina (DT1) e antidiabéticos orais (DT2) e o controle de outros fatores de risco.




Se você é fumante, abandone o tabaco e agarre a sua vida!

Se você é diabético, consulte o seu oftalmologista regularmente!

Vigie e cuide dos seus pés!

Controle a pressão arterial e os lipídios do seu sangue!

Corra pela sua saúde e pela sua família!




Bibliografia:

http://www.idf.org/types-diabetes
http://www.cdc.gov/features/livingwithdiabetes/
http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs312/en/
http://www.diamundialdodiabetes.org.br/

No comments: