Monday, August 18, 2014

19/agosto DIA MUNDIAL ASSISTÊNCIA HUMANITÁRIA

HISTÓRICO:

Em 2009, celebrou-se pela primeira vez, o Dia Mundial da Assistência Humanitária. A data é uma homenagem a todos os que perderam ou arriscam suas vidas para prestar auxílio às pessoas que necessitam.


DEFINIÇÃO:
Como assistência humanitária, entende-se:
  • avaliar riscos e formular respostas imediatas a situações de emergência tais como desastres naturais, guerras e conflitos regionais tais como os vigentes em Gaza e na Síria, crises financeiras e alimentares que assolam a comunidade global em geral, explosão demográfica, ou mesmo pandemias e surtos epidemiológicos como o do Ebola em vigência na África Ocidental;
  • mobilizar comunidades para responder a tais emergências;
  • providenciar o tratamento de doenças comuns em locais remotos e/ou totalmente desprovidos de recursos humanos e materiais para tal;
  • incentivar práticas e capacitação de recursos humanos para a promoção da saúde;
  • reduzir riscos e preparar para tais situações de emergência;
  • atividades de recuperação após desastres.

DATAS e FATOS MUNDO AFORA:
Em 2013, prestamos homenagem aos dez anos após o atentado à sede local da ONU (Organização das Nações Unidas) em Bagdá, que matou o brasileiro Sérgio Vieira de Mello (Representante especial do Secretário Geral das Nações Unidas no Iraque) e outros 21 colegas de trabalho, com o lançamento da campanha 'O Mundo Precisa de Mais', cujo objetivo é promover a conscientização da comunidade global sobre a importância de práticas de valor humanitário. 

Lago Tangayika
Em 2014, destacamos as ações humanitárias globais voltadas para a assistência de crianças e adolescentes pois, segundo a revisão geral de 2014 do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, das 81 milhões de pessoas que necessitam ajuda humanitária em países com planos de resposta estratégica, as crianças são invariavelmente as populações mais afetadas pelas desigualdades. Para as famílias que vivem à beira do Lago Tangayika no Congo, cujas águas estão tomadas pela cólera em situação de extrema vulnerabilidade, até mesmo o que deveria ser uma atividade corriqueira, como beber um copo de água potável, torna-se um grande desafio a ser superado. 

ACONTECEU no BRASIL: 
Para diminuir as fronteiras que separam as crianças e os adolescentes que vivenciam situações tão distintas, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Celpe - empresa do Grupo NeoEnergia - apresentaram uma exposição inédita que promete emocionar e engajar os visitantes.

ILUMANIDADE (Natal, Brasil) - Fonte: 1.2 imagem
Entre 4 a 17 de agosto de 2014 na Praça Dois do Riomar Shopping de Recife, no Brasil, a exposição ILUMANIDADE - Luz para cada vida. Luz para toda a vida apresentou os desafios enfrentados por milhares de crianças no mundo através de imagens, histórias de vida e experiências sensoriais. Mais do que apresentar informações, o circuito propõe provocar sensações nos visitantes para que eles compreendam a dimensão das desigualdades e se sintam estimulados a participar, junto com o Unicef, de ações para a redução das desigualdades e na promoção dos direitos de crianças e adolescentes.


https://docs.unocha.org/sites/dms/CAP/Overview_of_Global_Humanitarian_Response_2014.pdf
http://www.unocha.org/
http://www.unicef.org/brazil/pt/media_27700.htm




    No comments: