Friday, October 11, 2013

11 de Outubro - Dia Mundial da Dor


Fonte da imagem
O que é a dor?

Dor é uma sensação ou experiência emocional desagradável, associada ao dano tecidual real ou potencial.
International Association for the
Study of Pain
 (IASP
)



Dor Aguda versus Dor Crônica:

Dor que dura mais de 30 dias, já é considerada dor crônica.

Existem 3 tipos de dor:

Fonte da imagem
a) Dor relacionada com uma lesão, seja ela óssea, muscular, ligamentar. Nesta categoria estão os ferimentos, as fraturas, as torsões, os arranhões, as picadas de inseto, as queimaduras etc. (dor nociceptiva,)

b) Dor relacionada como sistema nervoso tais como "pinçamento" de nervos da coluna, algumas dores de cabeça etc. (dor neuropática).

c) Dor mista, que é a mais frequente. Um bom exemplo é a dor causada por um cancro/câncer, algumas dores de cabeça etc.

Idade e gênero são importantes na expressão da dor?

Essas diferenças existem sobretudo nas dores da coluna cervical, nos ombros, dores abdominais, dor de cabeça, de tensão e enxaqueca.


A  dor articular dos ombros e as dores cervicais  tornam-se mais pronunciadas com a idade (dos 20 aos 56 anos) de 10.8% para 26.8% nos homens, e de 19% para 36% nas mulheres.

De uma maneira geral, a mulher até os 45 anos é mais susceptivel à dor.


No entanto, a fibromialgia e a dor articular persistem por mais tempo. O fato de a dor ser mais frequente nas mulheres deve-se às variações hormonais muito acentuadas que ocorrem no corpo feminino.


Fonte da imagem
Como podemos diagnosticar a dor?

Cabe ao médico efetuar o diagnóstico da dor do paciente recorrendo às escalas da dor.

-Intensidade da dor:

A escala visual analógica (EVA) ainda é o melhor parâmetro de avaliação da intensidade da dor. Solicita-se ao paciente assinalar a intensidade de seus sintomas em uma escala de 0 a 10, correspondendo o zero à ausência de dor, e o 10 à pior dor imaginável.


-Tipo:

A escala de dor Leeds Assessment of Neuropathic Symptoms and Signs – LANSS  é um instrumento capaz de distinguir com boa confiabilidade uma dor de predomínio nociceptivo, neuropático ou misto. A escala vai de 0 a 24 pontos e consta de duas seções: uma que explora os aspectos qualitativos e outra que explora os aspectos sensitivos da dor.


Termina no fim deste mês o ano global contra a dor visceral, que ocorreu de outubro de 2012 a outubro de 2013.

International Association for the Study of Pain (IASP) irá realizar o seu 15º Congresso Mundial sobre dor, de 6 a 11 de outubro de 2014 em Buenos Aires, Argentina.

O congresso irá atrair mais de 6.000 especialistas em dor de todo o mundo, que irão apresentar as informações mais recentes no campo da dor, ciência, diagnóstico clínico, gestão e prevenção.




 "Uma consulta deve durar uma hora.
 Durante dez minutos, ausculte os órgãos do paciente. 
Nos cinquenta minutos restantes, sonde-lhe a alma"

Maimônides, médico do século XII



Bibliografia:

http://www.dor.org.br/profissionais/pdf/diferencas_de_dor_homem_e_mulher.pdf
http://www.dor.org.br/profissionais/p_fasciculos.asp
http://www.aped-dor.com/index.php?lop=conteudo&op=fc490ca45c00b1249bbe3554a4fdf6fb
http://www.dor.org.br/profissionais/pdf/Fasc_Dor_Crianca.pdf
http://www.esscvp.eu/Portals/0/Dor%205%C2%BA%20Sinal%20Vital%20-%20Circular%20Normativa%20DGS.pdf
http://reprogramacaobiologica.blogspot.ch/2011/06/somatizar.html
http://www.fibromialgia.com.br/novosite/







No comments: