Monday, April 06, 2015

7 de abril - Dia Mundial da Saúde - SEGURANÇA ALIMENTAR


O Dia Mundial da Saúde é comemorado no dia 07 de abril e aborda todos os anos diferentes tópicos, conscientizando a população a respeito dos diversas aspectos que envolvam a saúde. A ausência de doenças ou enfermidades não significam total bem estar. Estar saudável depende de um conjunto de fatores, como por exemplo, a qualidade de vida, aspectos mentais e físicos.

A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde, em 1948, com o conceito de ampliar a visão da população a respeito do que significa “estar saudável”. Definiu-se então  que “a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”.  

O tema deste ano ,“Segurança Alimentar”, tem a finalidade de demonstrar a importância da segurança dos alimentos ao longo de toda a cadeia alimentar em um mundo globalizado, mostrando também  os principais problemas e riscos que uma comida não segura pode causar na saúde da população. 

Ao longo do último meio século, o processo pelo qual o alimento passa, da fazenda até o comércio, mudou drasticamente. Um alimento contaminado em um lugar pode afetar a saúde dos consumidores que vivem do outro lado do mundo. Isto significa que todos ao longo da cadeia produtiva, do produtor ao consumidor, devem observar as práticas de manuseio dos alimentos.

Todos os dias, novos casos são relatados por pessoas que consumiram comida ou beberam água contaminada por microorganismos, germes perigosos e / ou substâncias químicas tóxicas, contraindo doenças. Estas doenças afetam principalmente crianças, mulheres grávidas, pessoas com a saúde debilitada, e idosos, podendo muitas vezes ser fatais.

Água e alimentos são considerados seguros quando não contêm micróbios perigosos (bactérias, vírus, parasitas ou fungos), produtos químicos (alérgenos, resíduos de medicamentos veterinários, agrotóxicos, produtos ou toxinas), ou corpos estranhos (solo, cabelo, insetos, etc. ), que são um perigo para a nossa saúde.

A Segurança Alimentar deve percorrer toda a  cadeia produtiva até à casa do consumidor
NO CAMPO: Os conceitos de segurança alimentar devem ser aplicados à pecuária, agricultura e pesca.
PAHO Image

Os produtores devem: Manter seus estabelecimentos limpos (estábulos, campos), controlar as pragas que  possam atingir os animais, relatar riscos de saúde; ter água potável e alimentos seguros para a saúde animal e armazenar produtos corretamente.
NO TRANSPORTE: Diferentes meios de transportes são utilizados para levar os produtos do campo ou fazendas, para lugares onde eles serão processados e vendidos. Todos eles devem estar em temperaturas adequadas e serem limpos e desinfectados, de modo que o alimento seja mantido seguro.
NA INDÚSTRIA:
PAHO Image
Os espaços físicos, equipamentos, operações e materiais nas usinas de processamentos devem atender às normas de higiene, a fim de garantir a segurança da nossa alimentação e saúde. Para isso, as pessoas que preparam ou manuseiam os alimentos devem seguir hábitos e comportamentos básicos de higiene, como: lavar as mãos com sabão e água quente, não coçar ou tocar suas cabeças, manter as unhas curtas e limpas, evitar tossir ou espirrar sobre superfícies de alimentos e vestir roupas limpas em todos os momentos.

Recipientes para alimentos (sacos, caixas, gavetas, garrafas) devem ter rótulos identificando claramente o produto, a data de preparação e a validade, os ingredientes, informações nutricionais, informações sobre como armazenar a comida, e o número do lote. Finalmente, para que um produto possa ser vendido para consumo humano, deve possuir a aprovação das autoridades de saúde correspondentes.
NO MERCADO:
Como consumidores, temos o direito de exigir produtos que ofereçam garantias de segurança completa e solicitar informações verdadeiras, compreensíveis e detalhadas sobre o alimento.
PAHO Image
Antes de comprar, certifique-se de que o recipiente tenha uma data de validade e se estão em bom estado: você deve rejeitar latas e embalagens amassadas e enferrujadas, sacos plásticos perfurados, garrafas rachadas, tampas soltas e qualquer recipiente com um selo de segurança quebrado. 

Ao comprar comida na rua, escolha lugares onde a comida é protegida e armazenada. 

Confirme se o alimento está corretamente refrigerado e que o alimento cozido está servido em altas temperaturas, uma vez que não devem ser expostos à temperatura ambiente. O alimento que é servido cru deve ser completamente limpo, sem resíduos do solo.

NA MESA:
PAHO Image

É importante lembrar que a maioria das doenças transmitidas por alimentos ocorrem em casa. Nós,  consumidores, devemos cumprir os mesmos requisitos e práticas de segurança que exigimos do resto dos participantes na cadeia alimentar.

Cinco chaves para uma alimentação mais segura


VEJA O VÍDEO: https://www.youtube.com/watch?v=4487VycN9sE&feature=youtu.be 
Tenha cuidado especial com certos alimentos:
Ovos: É um alimento perecível e deve ser armazenado, manuseado e preparado adequadamente.
Peixes: Compre peixes e frutos do mar frescos que foram adequadamente refrigerados, tenha cuidado com os vendedores ambulantes que vendem peixes em caminhões sem refrigeração.
Água:  Água potável pode ser feita de várias maneiras 
Fervida: Este é um método eficaz, porque todas as bactérias morrem ou são inactivadas quando a água atinge o seu ponto de ebulição (100 ° C). Recomenda-se que a água seja fervida durante cinco minutos.
Usar cloro: O cloro é muito eficaz contra bactérias associadas a doenças transmitidas pela água. No entanto, não é muito eficaz na erradicação de vírus que se deslocam em água não potável. Para evitar este problema, é recomendada a filtração da água antes da cloração.
Usar Iodo: A tintura de iodo (2%) é uma maneira prática de desinfectar pequenas quantidades de água. Apenas duas gotas por litro de água pode purificá-la.
Por fim, veja a lista abaixo dos 10 inimigos da 
alimentação saudável:

1. Refrigeração inadequada.
2. Preparar comida muito tempo antes de comer.
PAHO Image
3. Armazenamento inapropriado.
4. Armazenamento à temperatura ambiente.
5. Cozimento insuficiente (temperaturas de cozimento inadequadas).
6. Armazenamento quente à temperatura inapropriada.
7. Higiene pessoal inadequada.
8. Contaminação cruzada.
9. Ingredientes de origem questionáveis.
10. Alimentos em contacto com animais e / ou seus excrementos.


PAHO Image


Para saber mais sobre a campanha acesse: http://www.paho.org/world-health-day/

No comments: